sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O Norte dos museus



terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Prémios APOM 2011

PRÉMIOS APOM 2011

CATEGORIAS

  • PRÉMIO PERSONALIDADE NA ÁREA DA MUSEOLOGIA-
      Prémio: Professor Luís Casanovas

  • PRÉMIO INFORMAÇÃO TURISTICA/VISITANTE
      Prémios:
      Castelo S. Jorge, EGEAC/CML“.
       Promoção do Turismo Cultural na cidade do Funchal” DRAC- Direcção Regional dos       Assuntos Culturais
            Promoção Turística CM de Vila Velha de Ródão

  • PRÉMIO PROJECTO INTERNACIONAL
     
      Menções Honrosas:
      “ Au fil du temps. Percurso fotobiográfico de Maria Helena Vieira da Silva », realizado no Museu Óscar Nieymer, Curiba, Brasil. Fundação Arpads Szenes- Vieira da Silva.
      “Museu sem Fronteiras”     
     
      Prémio: 
      “ Património de Origem Portuguesa do Mundo”, Fundação Calouste Gulbenkian.

  • PRÉMIO INCORPORAÇÃO
      Prémios :
      Museu de São Roque - Cofre Relicário S. Francisco Xavier.
      Museu Nacional de Arte Antiga, pela Doação Castro Pina.      
     
  • MELHOR APLICAÇÃO DE GESTÃO E MULTIMÉDIA
      Menções Honrosas:
      Museu Municipal de Arruda dos Vinhos.
      Museu dos Besteiros/ Câmara Municipal de Tondela
      Museu de Freixo Espada à Cinta.
     
      Prémio:
      Maqueta 3 D Terramoto de 1755, Museu da Cidade.

  • MELHOR COMUNICAÇÃO ON-LINE
      Menção Honrosa:
      Musing on Culture de Maria Vlachou.
     
      Prémio:
      Boletim Informativo  do IGESPAR.

  • MELHOR SITE
      Menções Honrosas:
      Mosteiro de Alcobaça.
      Museu de Évora.
     
      Prémio: Fundação Oriente e Museu do Côa.

  • MELHOR TRABALHO JORNALISTICO
      Prémios:
      Agência Lusa.
      National Geographic.
      Time Out.

  • MELHOR TRANSPORTE DE PATRIMÓNIO
Prémio:
Transporte das Tapeçarias de Pastrana, realizado pela Feiro Expo.

  • PRÉMIO INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE

      Menções Honrosas:
      Museu Municipal de Coimbra, Centenário do Edifício Armazéns do Chiado.
      Museu das Comunicações: Madragoa História de Viajantes.
     
      Prémios:
      Projecto das Actividades Comemorativas do Centenário do Museu Francisco      Tavares Proença Júnior, Castelo Branco.
      Algarve: do Reino à Região. Rede de Museus do Algarve.

  • MELHOR ESTUDO SOBRE MUSEOLOGIA
      Menção Honrosa: - História Viva . A Recriação Histórica como Veiculo de Divulgação do Património Histórico e Artístico Nacional (1986-2009) Conceitos e Práticas - Raquel da Assunção Alves Coelho
     
      Prémio: - A Galeria de Exposições temporárias do Mosteiro de Alcobaça – Reflexões e contributos na Óptica do discurso expositivo -  Joana Maria d`Oliva Monteiro.


  • MELHOR TRABALHO NA ÁREA DA MUSEOLOGIA
      Prémios:
      Museu para que te Quero- Ministério da Educação
      Museu Virtual- Ministério da Educação.


  • PRÉMIO INSTITUIÇÃO
      Prémios:
      Federação dos Amigos dos Museus.
      Fundação Ricardo Espírito Santo.

  • PRÉMIO MECENATO
      Prémios:
      Cimpor
      Nestlé

  • MELHOR TRABALHO DE MUSEOGRAFIA
      Menções Honrosas:
      Reservas visitáveis Museu Rural e do Vinho do Cartaxo
      Museu da Escrita do Sudoeste, Almodôvar - “ A vida e a morte na Idade do Ferro”.
     
      Prémio:
      Casa da Lavoura e Oficina do Linho, Museu Etnográfico da Várzea, Calde,       Viseu.

  • MELHOR INTERVENÇÃO EM CONSERVAÇÃO E RESTAURO
      Menção Honrosa:
      Farmácia Estácio, Porto, Museu da Farmácia.
      Templo de Memórias, Igreja Matriz de Bucelas.
      Restauro de andor, séc. XVIII, Igreja do Colégio de Angra de Heroísmo.
     
      Prémios:
      Órgãos da Basílica de Mafra- Palácio Nacional de Mafra.
      Departamento de Reserva, Conservação e Restauro do Sport Lisboa e Benfica.
     
  • MELHOR CATÁLOGO
      Menção Honrosa:
      Sala do Veado Vinte Anos - Museu Nacional de História Natural.
     
      Prémios:
      Carolina Beatriz Ângelo- Museu da Guarda (IMC)
      Arte Oriental, nas colecções do Museu de São Roque.
     
  • MELHOR SERVIÇO DE EXTENSÃO CULTURAL
      Menções Honrosas:
      Museu de Arte Sacra e Etnologia (Fátima).
      Centro de Interpretação Ambiental de Viana do Castelo.

      Prémios:
      Museu do Café.
      Museu Nacional do Traje (IMC).
      Museu Arqueológico Municipal José Monteiro (Fundão).     
       
  • MELHOR EXPOSIÇÃO
            Menção Honrosa: Tarrafal Museu do Neo - Realismo, Vila Franca de Xira.
            
            Prémios:
            Exposições integradas nas Comemorações do Centenário da Republica.
             “ A Invenção da Glória. D. Afonso V e as Tapeçarias de Pastrana”, Museu Nacional de Arte Antiga.

  • MELHOR MUSEU PORTUGUÊS
       Menção Honrosa: Aquário Vasco da Gama, Museu da Santa Casa da Misericórdia de Viseu e Mimo Leiria.
      Prémio: Museu do Papel, Santa Maria da Feira.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Férias Culturais... Culturando Por aí...

 
 
As férias escolares devem ser pretexto para desenvolvermos capacidades e competências que a aprendizagem formal em sala de aula não permite.

Preparar as crianças e jovens para os desafios que esta sociedade do conhecimento e a economia da cultura lhes vai exigir é, então uma premissa.

Atenta a esta realidade, a Divisão da Cultura da Câmara Municipal, por intermédio das suas instituições culturais, criou um novo programa de aprendizagem intitulado “Culturando por aí” e que pretende colocar os jovens perante um conjunto interessante de desafios que os levará a:

- Pensar naquilo que não é visível (absence thinking);
- Ser criativo para além da realidade óbvia (art streaming);
- Explorar a capacidade de comunicar e expressar criativamente o seu pensamento através do corpo, das palavras, dos rabiscos;
- Explorar ideias, criar conceitos;
- Identificar problemas como soluções.

Pensar, atuar, sentir e empreender de forma criativa é o grande desafio do Século XXI. Preparar as nossas crianças e jovens para esse futuro que é já hoje, é uma obrigação.

Encontre na Cultura uma resposta de aprendizagem e inscreva o seu educando neste programa de criatividade e inovação.

O programa CULTURando por aí decorre entre o dia 19 e 30 de Dezembro no Museu da Chapelaria em parceria com a Biblioteca Municipal entre as 9h30 e 12h30 e 14h30 e 17h30 (consultar horários abaixo).

Inscrições no Museu da Chapelaria até ao dia 16 de Dezembro.
 


 

Prémios APOM 2011

A realização da cerimónia de entrega de mais uma edição dos seus prémios.
Esta atribuição pretende homenagear o excelente trabalho que os museus e os seus profissionais desenvolvem ao longo do ano.
A sessão de entrega decorreu no dia 12 de Dezembro, pelas 18 horas, no auditório do BES Arte e Finança em Lisboa.

Brevemente a lista dos premiados!

Desde já felicito os premiados e os concorrentes pelo excelente trabalho desenvolvido ao longo deste ano!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

iPad para Autistas

As crianças autistas estão a mostrar melhorias depois de jogar algumas aplicações de exercícios do IPad, iPods e iPhone.

Para aqueles que não sabem, o Autismo é uma disfunção que afeta a maneira como a pessoa se comunica e se relaciona com outras pessoas. Os autistas geralmente apresentam prejuízos importantes em três áreas: interação social, comunicação e comportamento (interesses restritos e comportamentos repetitivos).

Abaixo está a lista dos 10 melhores aplicações iPad para Autismo:




 


Post escrito de acordo com o novo acordo ortográfico

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

As escolas matam a criatividade?


Sou do tempo do Vouguinha...



No próximo domingo, dia 23 de outubro pelas 10h00, inicia-se no apeadeiro de S. João da Madeira uma viagem pela Linha do Vouga.

Como sabem o Governo decidiu desactivar, até ao final do ano, os serviços de passageiros nesta linha e por este motivo não seria justo deixar que isto acontece-se sem se fazer a devida homenagem.

Muitas foram as vezes que este nosso comboio nos levou às praias, aos encontros amorosos, ao trabalho, ao estudo...

Por isso apareçam!

O ponto de encontro fica marcado para o próximo domingo às 10h00. O Vouguinha passa às 10h15, por isso não se atrasem!!!

O destino e a hora de regresso fica ao critério de cada um. Sugere-se no entanto um almoço de grupo em Espinho num local ainda a decidir. Aceitam-se sugestões!

O custo do bilhete até Espinho (SJM - Espinho) 2,50€

Consultem o custo do bilhete em http://www.cp.pt/cp/homeTimetable.do

Divulguem entre os amigos!

Para finalizar deixo-vos com a nota de Pedro Neves a este respeito:
 
 
"21 de Dezembro de 1908, foi a data em que o último rei de Portugal, D. Manuel II, visitou Santa Maria da Feira para inaugurar a linha férrea do Vouga.
Em 1907 teve início a construção da via-férrea que liga Espinho a Oliveira de Azeméis, estendendo o seu percurso até Sernada do Vouga, e, passados alguns anos, até Viseu, ligando a serra à praia.
Esta linha férrea foi obra da:“Compagnie Française pour la Construction et Explotation de Chemins de Fer à l’Étranger”, que, em português, significa: Companhia Francesa de Construção e Exploração de Caminhos-de-Ferro no Estrangeiro.
IN "entrarnahistoria.blogspot.com"

 
Foi nos anos 80 que comecei a ter o primeiro contacto com a automotora.
Atravessava a linha diariamente para ir para o Ciclo (assim chamavamos às atuais EB2/3). No final das aulas radicalizavamos um pouco e corriamos ao longo da extensão da linha, entre a estação e a ponte junto ao Cemitério nº 3, saltando pelas traves de madeira queimadas pelo óleo libertado pelas inumeraspassagensa das carruagens ao longo dos tempos.
Mais tarde fui para o ensino superior, para Paços de Brandão.
Comprei um cartão especial, mensal, e lá ia eu diariamente na automotora das 7:36h de 2ª a 6ª feira.
Foram dezenas de viagens e centenas de histórias presenciadas a bordo deste especial meio de transporte.
Lembro como as segundas feiras eram agitadas (a malta ia para Espinho, para a Feira).
O mesmo se passava ao dia 04 de cada mês (feira em Arrifana).
Quando Cheguei ao ISPAB, em Paços de Brandão foram duas as coisas que me marcaram nesse dia.
1º a Praxe, obviamente, e depois no regresso ao final do dia contemplar a beleza daquela estação (é, de facto, muito bonita).
Como sempre adorei farra e borga resolvi tentar aminha sorte candidatando-me a entrar na Tuna Académica do ISPAB, a LOCO mui TUNA.
Pensei eu...
Esta  tuna deve ser mesmo Louca, até colocam o LOCO no nome!
O Pensamento, como observarão, estava muito longe da verdade!
Não que a Tuna não tivesse, naquele tempo, uma saudável dose de loucura. No entanto, era LOCO por querer homenagear a Locomotiva do Vouga, o vouguinha, que semanalmente tantos estudantes, de tantos pontos do país, trazia a Paços.
Entendo que a vitalidade deste meio de transporte não é a mesma de outros tempos. Percebo que o número de utentes não seja imenso. Até engulo que a economia não possa alimentar, nos tempos que correm, negócios que não rendem.
Todavia, o que fazemos com a nossa história!? O que deve ser feito para perpetuar a memória, a cultura e a tradição destas gentes que fizeram de nós aquilo que hoje somos?
Encontro a decisão de encerrarem a linha (entre outras que vão, igualmente, encerrar) mas não consigo descobrir em lado nenhum o que vai acontecer a esta depois de pararem com a circulação de automotoras.
O que vai acontecer a estações lindissimas como as de S. João da Madeira e Paços de Brandão? Ficarão ao abandono?
Se não, de que forma lhes vão dar uso? Transformando-as (tal como aconteceu no distrito de Viseu) em ciclovias?
Esta é uma solução ridícula, no meu entender, que não dignifica a memória nem o passado destas linhas.
A minha Querida Amiga Alexandra Alves vai organizar no próximo dia 23 um passeio de Vouguinha como poderão constatar no seu facebook.
Eu pretendo associar-me a esta iniciativa tão interessante e, se ela estiver de acordo, contactar a LOCOmuiTUNA para que se junte a todos nós.
Os efeitos desta iniciativa não serão muitos, nem esse é o objetivo. Vamos conviver, passear, conversar, rir, divertir, cantar e usufruir de um velhinho mas muito simpático e útil Vouguinha.
 
Termino com a letra de uma música que fiz para a LOCOmuiTUNA em 1998...
 
Vinham de bem longe
para Paços estudar
Com as capas ao ombro
e a saudade a apertar.
 
foi na estação
que encontraram o vouguinha
o comboio mais catita
que havia lá na linha
 
Lá vem o vouguinha
lá vem o vouguinha
lá vem o vouguinha
sempre, sempre a apitar.
 
E a LOCOmuiTUNA
E a LOCOmuiTUNA
com seus versos a cantar.
 
 
P.S. - a parte do título "na vida tudo passa" é inspirada no GRANDE Paulo Baldaia e na sua máxima (na vida tudo passa, até a uva passa!)"

IN https://www.facebook.com/notes/pedro-neves/locovouguinha-na-vida-tudo-passa-até-o-vouguinha-passa/306570012692433

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Faleceu Júlio Resende



Diplomou-se em Pintura em 1945 pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto. 
Fez a sua primeira aparição pública em 1944 na I Exposição dos Independentes. 
Em 1948, partiu para Paris, recebendo formação de Duco de la Haix e de Otto Friez. O trabalho produzido em terras gaulesas é exposto em Portugal em 1949 e as propostas atualizadas que Resende demonstra são acusadas pelos artistas portugueses, definindo a sua vocação de expressionista. Assimilou algum cubismo, vai construir na sua fase alentejana, e mais tarde no Porto, uma pintura caracterizada pela plasticidade e dinâmica, de malhas triangulares ou quadrangulares, aproximando-se de forma progressiva da não figuração. 
Do geometrismo ao não figurativismo, do gestualismo ao neofigurativo, a sua arte desenvolve-se muma encruzilhada de pesquisas, cuja dominante será sempre expressionista e lírica. Pintor de transição entre o figurativo e o abstra(c)to, Resende distingue-se também como professor , trazendo à escola do Porto um novo espírito aos alunos que a frequentaram na década de 1960.
A obra pictórica de Júlio Resende revela que ele compreendeu a pintura europeia, porque a observou, experimentou e soube transmitir aos pintores e aos alunos que ele formou na Escola Superior de Belas-Artes do Porto.
Morreu, no dia 21 de Setembro de 2011, aos 93 anos.

in Wikipédia




segunda-feira, 19 de setembro de 2011

 
A Câmara Municipal de S. João da Madeira promove, nos próximos dias 27 e 30 de setembro, duas ações de formação e de sensibilização dedicadas ao Turismo Industrial. As iniciativas, com componente teórica e prática, realizam-se no Museu da Chapelaria.

Sob o tema “À Descoberta do Turismo Industrial”, arranca no dia 27 de setembro, a primeira das sessões que tem como objetivo sensibilizar os guias para o Turismo Industrial e para os seus mais variados recursos. Esta ação serve também para constituir uma bolsa de guias que poderão integrar o projeto “Circuitos pelo Património Industrial”, que a autarquia de São João da Madeira prevê lançar a curto prazo.

Esta formação tem a duração de um dia, decorrendo a componente teórica durante a manhã em sala, estando prevista para o período da tarde a vertente prática com a realização de visitas a empresas que dão corpo ao projeto “Circuitos pelo Património Industrial”. Destina-se a guias turísticos profissionais, licenciados em antropologia, sociologia e turismo, estudantes das escolas de hotelaria e turismo, associações de guias turísticos e todos os profissionais da área do trade.
As inscrições devem ser efetuadas até ao dia 23 de Setembro.


“Animar e valorizar os recursos turísticos industriais” é o tema da segunda sessão de formação, agendada para o dia 30 de setembro. “O que é o Turismo Industrial”, “Património Industrial – valor seguro”, “Turismo Industrial – uma marca de prestígio de territórios e empresas”, “Custos para implementar o Turismo Industrial”, “Turismo Industrial – uma forma de marketing” e “Comercialização através de centrais de reservas” são alguns dos temas que serão abordados durante a manhã. A formação é completada à tarde com visitas às empresas, para conhecer in loco a realidade do turismo industrial.

Esta sessão de formação foi pensada para agentes de turismo interessados no turismo industrial, técnicos de turismo dos municípios, empresas envolvidas em projetos de envolvimento turístico e empresas com potencial para desenvolver este tipo de turismo, a iniciativa proporciona a aquisição de conhecimentos sobre a temática, proporcionando aos formandos informações que lhes permitam desenvolver este produto turístico nos respetivos territórios ou empresas. As inscrições devem ser efetuadas até ao dia 27 de Setembro.


FORMAÇÃO TURISMO INDUSTRIAL
Museu da Chapelaria – S. João da Madeira
27 Setembro - “À Descoberta do Turismo Industrial”
30 Setembro - “Animação e valorização dos recursos turísticos industriais”
Horário: 9:00 às 17:30
Inscrições: gratuitas através do mail vandacardoso@cm-sjm.pt ou pelo fax 256 200 296
Ficha de inscrição: disponível em http://www.cmsjm.pt/
Número limite de inscrições: 50 formandos

domingo, 21 de agosto de 2011

Musa...

… museu subaquático em Cancun protege os recifes de coral.




As águas cristalinas de Cancun, no México, não oferecem apenas uma fantástica vista à superfície. Escondem um verdadeiro tesouro nas profundezas: um museu de arte subaquático.

Jason DeCaíres é o responsável pelas várias exposições - entre elas “A evolução silenciosa”, composta por 400 esculturas humanas, em tamanho real, que representam a mudança e a transformação dos seres ao longo dos tempos.

in http://recantoalegna.blogspot.com/2011/08/musa.html

A CURTA IV -S. João da Madeira




De 27 a 29 Outubro, com Tiago Pereira
Curtas reinventam tradição oral portuguesa

Estão abertas as inscrições para a CURTA IV – Mostra de Curtas Metragens de S. João da Madeira, que irá decorrer entre 27 e 29 de Outubro, nos Paços da Cultura do concelho.

É uma iniciativa da associação cultural Teia dos Sentidos que visa estimular o gosto pela sétima arte e incentivar jovens talentos a apresentar os trabalhos publicamente.

Os interessados em participar devem descarregar o regulamento e preencher a ficha de inscrição no blogue acurtasjm.blogspot.com. Para outras dúvidas, podem também enviar email para teiadossentidos.geral@gmail.com.

Nesta quarta edição da CURTA, o realizador Tiago Pereira será o convidado especial. Mentor do projeto a Música Portuguesa a Gostar dela Própria, venceu o DocLisboa em 2006 com "11 Burros caem no estômago vazio".

Filho do músico Júlio Pereira, tem uma carreira de mais de 10 anos com diversos documentários vídeo sobre a tradição oral portuguesa. “Quem canta seus males espanta”, distinguido em 1998 nos Encontros de Cinema Documental da Malaposta, foi o primeiro vídeo documental de Tiago Pereira, que mais recentemente fez um filme com o músico B Fachada.

No ano passado, venceu juntamente com a banda Galandum Galandaina a primeira edição dos prémios Megafone, que distinguem projetos nacionais que estimulem a renovação da música de raiz tradicional. Os prémios Megafone foram criados pela associação cultural Megafone 5 em homenagem ao músico João Aguardela, que faleceu em 2009.

PARTICIPEM e DIVULGUEM !!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Caminhada pelo chapéu com ROSA MOTA e MANUELA MACHADO



No dia 30 de Julho (sábado) decorre na cidade de S. João da Madeira, a Caminhada pelo Chapéu.
A concentração está marcada para as 09h30 no Museu da Chapelaria e o ponto de chegada será o Parque da Cidade de S. João da Madeira.

Esta iniciativa de sensibilização, organizada conjuntamente pelo Museu da Chapelaria, pela Associação dos Amigos do Museu e pela Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, pretende chamar a atenção para os malefícios do Sol e contará com a presença das ex-atletas Rosa Mota e Manuela Machado.
Junte-se a esta Caminhada pelo Chapéu e descubra a melhor forma de se proteger a si e à sua família.
Esta causa também é sua, por isso faça do Sol um amigo!
OBRIGATÓRIO trazer CHAPÉU e T-SHIRT e colocar protector solar.

Os participantes inscritos até ao dia 27 de Julho receberão um certificado de participação assinado pelas atletas convidadas. As inscrições podem ser feitas para o email museu.chapelaria@gmail.com ou pelo número 256 201 680.